17 de junho de 2012

Ceva para piaparas

pescaria, isca, peixes, piapara, piau
Saiba uma dica de ceva para a pescaria de piaparas que também atrai piaus, pacus e piracanjubas.

Indicado para: piapara, piau, pacu e piracanjuba.

Ingredientes:
  • 50% milho;
  • 30% soja;
  • 10% quirera milho;
  • 05% quirera de arroz;;
  • 05% paniço;
  • 05% sangue de boi e farelo de arroz a gosto.
Modo de preparo:

Deixe o milho na água de sete a dez dias. Ele vai inchar e ficar mole, tornando mais fácil de ser digerido. Há pescadores que preferem deixar o milho de molho por mais dias deixando-o azedo e com um cheiro forte.
Proceda da mesma forma com a soja, a quirera de arroz e milho. A penúltima deve permanecer apenas 24 h e a última, no mínimo três e no máximo cinco dias.

Em seguida deixe a água dos ingredientes escorrer bem. Com o auxílio de uma peneira, deixo cada um por um breve período.Depois, coloco um sobre o outro e misturo com uma pequena enxada. Puxe de um lado para o outro, de três a cinco vezes, dependendo da quantidade, até que a mistura fique homogênea.

Mesmo sem o excesso de água, é possível perceber que a mistura está encharcada. Nesse momento pode ser adicionado o farelo de arroz aos poucos. Tome cuidado ao armazenar e transportar, pois com o contato com a água, o farelo tem tendência de triplicar seu tamanho. O mesmo ocorre com todos os outros ingredientes citados acima. Vá adicionando até ficar do seu gosto. Deixe destampado por até 24 h para evitar que transborde ou deixe um espaço até a borda. Em certas ocasiões a tampa pode sair com uma certa violência.

Para finalizar acrescente o sangue. Como o manuseio é complicado, por ser um ingrediente que estraga facilmente, uma boa dica é congelar ou comprar apenas o necessário para a pescaria do final-de-semana e adicionar a ceva pouco antes da pescaria.

Também é possível acondicioná-lo em garrafas pets e misturar na hora da pescaria no rio. Alguns pescadores garantem que agindo dessa forma o sangue permanece inalterado por até seis meses. Eu uso a técnica há um bom tempo e aprovei.

O engarrafamento deve ser feito no dia da coleta.  Mesmo fresco ele tende a coagular. Para evitar esse problema basta “coar”, passando ele por um peneira de feijão. Com ajuda de uma luva de tecido espremo os coagulos na tela da peneira, que caem dentro de uma bacia. Depois, com um funil passo o líquido para a garrafa.

Após alguns dias, cria-se uma forte pressão dentro da garrafa. Para abrir, costumo fazer dentro d’água. Armazenando dessa forma é possível levar as garrafas para adicionar a ceva no dia da pescaria, em cima do barco.


Compartilhar:
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Política de privacidade